sábado, 6 de novembro de 2010

A Glória que Advém das Dificuldades

Davi cuidava das ovelhas do seu pai. Nas horas calmas tocava harpa. Fora educado a seguir o caminho de DEUS. No seu dia-a-dia chegou a ter que matar um leão e um urso para defender suas ovelhas. Era o filho mais novo, de forma que era o único dos filhos que não fora à guerra contra os filisteus.

Davi cuidava das ovelhas para que houvesse alimento e agasalho para os que ficaram em casa e para os que foram à guerra. Davi também levava mantimentos aos seus irmãos no campo de guerra. 



Quem diria que daquela vida simplória sairia o mais amado rei de Israel, ungido pelo profeta de DEUS, Samuel, antes mesmo da morte do rei Saul?

Dentre todos os soldados imersos no clima da guerra, Davi, que não era soldado, foi quem derrotou o gigante Golias com uma pedra no meio da testa, que o derrubou para que ele o decapitasse com a espada que o próprio gigante empunhava. Não portava a armadura do rei, tampouco sua espada. Um feito grandioso, que o levou ao palácio do rei Saul.

Feito tão grandioso despertou ciúmes no rei, que passou a tentar matá-lo. Davi teve que se esconder para não ser morto. Teve a chance de matar aquele buscava matá-lo, mas não o fez, pois a lei do seu DEUS o proibia. Foi apedrejado, passou fome e sede, alimentou uma nação, foi traído, traiu, foi castigado, castigou, foi um pai omisso diante das iniquidades de seus filhos, foi o resgatador da honra de Israel, trouxe de volta a Arca da Aliança. Ao longo de sua vida, realizou grandes feitos sem se afastar da fé que seu pai lhe ensinou.

A vida de Davi foi tudo, menos fácil. Sua vida teve glórias retumbantes e derrotas fragorosas. Essas derrotas se deram todas as vezes que ele escolhia ignorar os ensinamentos da fé que seu pai lhe ensinou. Suas grandes vitórias se deram todas as vezes que resolveu antes consultar a DEUS sobre o caminho a seguir. Por isso, mesmo imperfeito e falível - como cada um de nós - foi chamado de "homem segundo o coração de DEUS".

Muitos de nós buscamos o sucesso sem nos prepararmos para os momentos difíceis, que por certo surgirão, sem exceção. Se é verdade que o sol nasce para todos, também está escrito que a tempestade se abate sobre a tenda do justo e do ímpio. Fica de pé aquela que foi firmada na rocha, cai aquela que foi firmada na areia. Onde temos firmado nossa tenda, já que a tempestade certamente virá?

Buscamos a glória de Davi? Preparemo-nos para enfrentar as dificuldades que duram mais que uma noite, às vezes mais que anos, sem nos afastarmos da ancora que é a nossa fé em DEUS. Nem todos seremos reis, mas certamente não seremos derrotados quando formos abalados. 

Um comentário:

  1. Belo texto irmão..
    Tenho me firmado na Rocha das rochas e sigo nessa fé..
    Deus poderoso no controle de tudo..

    Shalom

    ResponderExcluir